+55 (31) 2555-1040

Três análises sobre mudanças que afetarão o Marketing até 2020

Edeal 17-10-27 marketing

Publicado em 27 de outubro de 2017



Empresas que conseguirem se adaptar, transformar os produtos em serviços e colher métricas para alimentar o crescimento se diferenciarão e serão mais prósperas que as demais.

A transformação digital impactou diretamente dentro das corporações, mudando a maneira com que eram pensadas e executadas estratégias, incluindo usos de ferramentas cada vez mais inovadoras. O profissional antenado já está buscando especializações nos temas correlatos, porque sabe que se não o fizer será engolido por alguém que saiba – seja formado na área ou não.

As inovações constantes pedem mais pensamento analítico e associado à tecnologia da informação – ações em tempo real, Internet das Coisas e Inteligência Artificial são só alguns termos que mostram como o profissional precisa estar capacitado para viver essas transformações. Não se trata de uma atualização curricular apenas. É preciso quebrar paradigmas e preceitos sobre o que é o Marketing e o que ele será no futuro.

A diferença entre as empresas que ficarão à margem e aquelas que prosperarão a partir de 2020 será que as últimas conseguirão se adaptar, transformar os produtos em serviços e colher métricas para alimentar o crescimento. Pensando nisso, o Facebook elaborou três análises sobre as quais os profissionais de Marketing devem refletir, porque impactarão a área até 2020.

>>> Saiba mais: Sabe qual será a jornada de compras do seu cliente na Black Friday e no Natal?

1- Capitalize no funil reduzido

Com os compradores buscando jornadas de compras mais curtas e os profissionais de Marketing precisando acelerar as conversões, a busca pelo caminho condensado para a compra é uma verdadeira vitória para ambos os lados. Procure remover atritos das jornadas do seus consumidores. Transforme três etapas em um pagamento de clique único, descubra o poder dos aplicativos de mensagens para ajudar a simplificar as jornadas dos consumidores, coloque botões “Comprar” nos lugares onde as pessoas esperam vê-los e repense seus anúncios como “vitrines direcionadas”.

2 – Participe de um novo modelo de fidelidade

Considerando que os membros de sites de comércio eletrônico por assinatura tendem a gastar significativamente mais do que os não membros, as vantagens dos serviços de assinatura parecem claras para consumidores e varejistas. Reflita sobre onde sua empresa poderá se beneficiar (e oferecer benefícios aos consumidores) quando se trata das possibilidades das assinaturas, mas não se acomode sobre as vitórias. Enquanto novos negócios por assinatura continuam surgindo, você precisará manter-se em contato constante com seus assinantes para mantê-los inspirados e ligados à sua marca.

>>> Leia também: Inteligência Artificial é a nova identidade de marca

3- Meça mais para crescer mais

Considerando que está cada vez mais difícil chamar a atenção dos consumidores e que o caminho até a compra envolve um número extremamente grande de aparelhos e pontos de contato para que somente cookies consigam precisão, as medições baseadas em pessoas podem ajudar a apresentar uma visão mais completa do seu cliente. Meça as ações feitas online e offline, meça entre canais e meça a evolução da impressão à conversão, para que seus gastos com mídia trabalhem mais e de forma mais inteligente, hoje e no futuro.

Fonte: Mundo do Marketing
Este conteúdo não é de responsabilidade da Edeal Comunicação Digital

Vamos conversar?


Voltar para todas as postagens